quinta-feira, 7 de julho de 2016

PASSE LIVRE - 1° MANIFESTAÇÃO CONTRA O AUMENTO INTERMUNICIPAL

A primeira manifestação do movimento passe livre, contra o aumento intermunicipal, será realizada hoje (07/07), às 17:30, na praça Eugênio Raulino Koerich - no Kobrasol.


NENHUM CENTAVO A MAIS! PRA CIMA DELES!


Ao subir no ônibus, semana passada, tomamos um baita susto! No dia 24 de junho, as passagens das empresas Biguaçu, Estrela, Jotur e Imperatriz deram um salto mortal, sofrendo um reajuste de até 70 centavos! No patamar I, que corresponde as linhas dos bairros mais próximos ao centro da capital, o aumento foi de 30 centavos – o que já seria mais do que suficiente para causar uma revolta em quem depende desse sistema podre, que desrespeita seus usuários todos os dias. Ônibus lotados, poucos horários e linhas escassas fazem parte do cotidiano de quem mora no continente e depende do transporte intermunicipal pra viver. Quem trabalha ou estuda em outros bairros de Florianópolis, ainda tem que desembolsar mais de uma passagem, porque nem se passa pela cabeça do governo obrigar as empresas a promoverem a integração entre os sistemas de transporte da Grande Florianópolis. Sem integração e com aumentos abusivos todos os anos, os empresários de transporte enchem os seus bolsos de dinheiro, enquanto a gente fica mais pobre.

Você já parou pra pensar no impacto desses aumentos na sua vida? Quantas coisas você deixa de fazer ou comprar por causa deles? Alguém que mora em São José e precisa ir até Florianópolis todos os dias, terá que desembolsar quase R$ 20,00 a mais a cada mês. No final do ano, são mais de R$ 225,00 que poderiam ser usados pra comprar mais comida ou levar a família pra passear, mas que, invés disso, então caindo direto no bolso gordo dos empresários do transporte. Pra quem mora mais longe e paga uma tarifa mais alta, o prejuízo é ainda maior. As empresas colocam a culpa no reajuste salarial dos motoristas e cobradores, evitando com que a população se revolte contra seus verdadeiros inimigos. Em pleno momento de crise, esse aumento é um tapa na nossa cara! Para quem está desempregado, fica difícil desembolsar essa fortuna pra sair de casa todos os dias em busca de emprego.

A culpa desse absurdo é das prefeituras e do governo do estado que se dobram à vontade dos empresários e não se importam com a população. Novas licitações vão acontecer e as mesmas empresas de sempre continuaram enchendo seu cofrinho sem trazer nenhuma melhora para os usuários. Tudo isso só acontece porque não reagimos. É hora de se mobilizar! É hora de ocupar as ruas e mostrar que nós estamos indignados com a forma como as empresas do transporte intermunicipal tem tratado a população do continente! Organize protestos em sua cidade, feche as ruas e faça com que o governo obedeça o povo!


PRIMEIRA MANIFESTAÇÃO CONTRA O AUMENTO INTERMUNICIPAL
QUINTA, 07/07, 17h30 NA PRAÇA DO MELÃO – KOBRASOL, SÃO JOSÉ


Recomendado para você